Notícia

Imagem destaque notícia Araporã levanta propostas na Conferência Municipal de Assistência Social

Araporã levanta propostas na Conferência Municipal de Assistência Social

Araporã levanta propostas na Conferência Municipal de Assistência Social

As propostas do município serão apresentadas e defendidas pelos delegados na Conferência Regional

Atendendo as normas do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), com apoio da Secretaria de Ação Social e Prefeitura de Araporã, realizou no dia 25 de maio, a XI Conferência Municipal de Assistência Social que teve como tema “Garantia de direitos no fortalecimento do SUAS”. O evento aconteceu no Teatro João Guimarães Rosa e discutiu propostas para a política nacional de assistência social.

Em apoio ao evento, participaram da conferência a secretária municipal da Ação Social, Habitação e Defesa Civil, Fabianni Gonçalves Antônio; presidente do CMAS, Rosilene Luiza da Silva Caetano; secretários de governo Eduardo Ribeiro Borges (SEDETUR), Cilma Laine Santos Ribeiro (Educação e Cultura); Cílio Vargas (Finanças e Planejamento); Celso Guerino (Administração); Luiz Carlos Guerino (Agricultura, Abastecimento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Geraldo Adriano (Obras e Serviços Urbanos); e Eliane Santana Martins (Juventude, Esporte e Lazer), além de representantes da sociedade civil, entidades de classe, servidores públicos, e convidados de cidades vizinhas, como a primeira-dama e secretária da Assistência Social do município de Inaciolância, Maurinha Helena Castilho; secretária de Assistência Social de Buriti Alegre (GO), Analice Martins Custódio; secretária de Assistência Social de Canápolis (MG), Lana Sousa Carvalho; e Gleide Ribeiro Starling Diniz, diretora Regional da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (SEDESE).

De acordo com Fabianni Gonçalves, secretária da Ação Social de Arapoã, a conferência tem objetivo traçar e discutir políticas públicas de assistência social para o município. Ela agradeceu toda a equipe que trabalhou incansavelmente para a realização do evento e reforçou a importância da conferência para garantir dos direitos sociais já adquiridos.

Para Gleide Starling, a mobilização realizada pelo município de Araporã é muito importante para o fortalecimento das políticas públicas de assistência social. “Nós, trabalhadores do SUAS, temos uma responsabilidade muito grande na elaboração de propostas e sugestões, tendo em vista que as reformas propostas pelo governo federal, como a reforma da previdência, por exemplo, fere os direitos adquiridos da população, especialmente dos trabalhadores, e como consequência, o reflexo disso será a grande procura pelos atendimentos e serviços assistenciais oferecidos pelo setor público”, disse.

Logo em seguida, a presidente do CMAS, Rosilene Caetano declarou oficialmente aberta a XI Conferência Municipal de Assistência Social, dando início à programação, com debates, palestras e trabalhos em grupo.

Houve também a leitura e aprovação do regimento interno da XI Conferência Municipal de Assistência Social.

Depois disso, a assistente social Neusa Maria Oliveira ministrou a palestra “Garantia de direitos no fortalecimento do SUAS”. A palestra abriu espaço para a discussão de assuntos de interesse da comunidade, como a reforma previdenciária.

Alunos e professores do Espaço de Música Ermelindo Ferreira Oliveira participaram do momento cultural do evento. Além de executar o Hino Nacional, durante a abertura, o coral encantou o público com a apresentação da música “O Trenzinho do Caipira”. Os professores do espaço, Cristiano Faria e Neusa Raulino também entreteram a plateia com apresentações musicais. O Espaço de Música é um dos mais importantes projetos sociais desenvolvidos pela Secretaria da Ação Social e Prefeitura de Araporã.

No período da tarde, os participantes da conferência foram divididos em grupos. Cada grupo discutiu e elaborou as propostas dentro dos eixos, dentre eles:

Eixo 1 – A proteção social não-contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais;

Eixo 2 – Gestão democrática e controle social: o lugar da sociedade civil no SUAS;

Eixo 3 – Acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais;

Eixo 4 – A legislação como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entres federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais.

A definição de cada um dos eixos e seus conteúdos foi elaborada em diálogo com o II Plano Decenal de Assistência Social (2016-2026).

As propostas foram condensadas, votadas e serão apresentadas na etapa regional da Conferência de Assistência Social. Também foram eleitos os delegados e suplentes representantes do poder público e da sociedade civil que, ao participar da Conferência Regional, terão direito a voz e voto, defendendo as propostas elaboradas em cima das necessidades e da realidade local.

Ao final, os participantes receberam certificados e participaram de coffee break de confraternização.

Delegados – Representando o poder público, foi eleito como delegado Thalita Ferreira Soares Freitas e como suplente, Jordana Inácio Ferreira Borges. Pela sociedade civil foi eleito delegado Thiago Resende Silva e João Carlos Santana Ferreira, como suplente. Eles terão a missão de representar o município de Araporã e defender suas propostas na Conferência Regional de Assistência Social que acontecerá no segundo semestre desse ano.


Cidade de Araporã

É pra você que a gente trabalha!