Notícia

Imagem destaque notícia OFICINAS E ATENDIMENTOS DO PAIF CHEGAM À ZONA RURAL DE ARAPORÃ

OFICINAS E ATENDIMENTOS DO PAIF CHEGAM À ZONA RURAL DE ARAPORÃ

Contando com apoio da Prefeitura de Araporã, Secretaria da Ação Social, Habitação e Defesa Civil e do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) está descentralizando as ações e, nesse mês, começou um projeto que está oportunizando o acesso às oficinas de artesanato e disponibilizando toda a rede de atendimento, de informações e orientações à população da zona rural.

A iniciativa de levar o PAIF até as famílias que residem na zona rural, surgiu como oportunidade de propiciar o acesso ao atendimento e acompanhamento familiar realizado por meio da equipe técnica (psicóloga e assistente social), facilitando o trabalho social com as famílias.

Inicialmente o trabalho foi realizado através da busca ativa, com a equipe técnica realizando visitas na nas fazendas, para verificar se haveria demanda para a proposta. Inscreveram 10 participantes, e assim foi agendada reunião para definir dias da semana, horário, os objetivos e a metodologia da oficina. A primeira reunião aconteceu no dia 4 de abril, na Igreja Nossa Senhora da Abadia, na Fazenda Passa Três, local definido para realização da oficina, através de parceria com a Igreja Católica de Araporã, que prontamente por meio do Padre disponibilizou o local para os encontros. Na primeira reunião, compareceram 13 mulheres, ficando acordado que a oficina de artesanato (bordados diversos) ficou definida para ser realizada todas as quartas-feiras, das 13h às 17h, com duração de 3 meses. Porém o desenvolvimento das oficinas será de caráter continuado, diversificando os tipos de artesanato a ser oferecido.

O objetivo da formação desse grupo, além de facilitar e ampliar a oportunidade de oferecer atendimento a essa demanda que muitas das vezes pela territorialização ficam comprometidos em participar das atividades já desenvolvidas no centro urbano, também objetiva o fortalecimento de vínculos comunitários, familiares e sociais, promovendo a interação entre as participantes, o respeito às diferenças e a compreensão da dinâmica grupal para o processo criacional.

Por fim para a realização e permanência da oficina com as famílias, parte do recurso vem do governo federal para compra dos materiais de artesanato, e grande parte é com recurso próprio da prefeitura de Araporã, como contratação da instrutora, material para limpeza do local, material para higienização das participantes e ainda complemento para aquisição de materiais de artesanato.

GECOM – Gerenciamento de Comunicação